14 - Sem Titulo-2Na primeira quinzena de abril, Kobra realizou duas intervenções em Tóquio que “conversam entre si”. A primeira na Shibuya Scramble Crossing, a esquina mais famosa do bairro de Shibuya, na capital japonesa.  Em uma parede de 18 metros de comprimento por 4,5 de altura, ele pintou estilos musicais e personagens imaginários da música brasileira. O nome do trabalho é “Ritmos do Brasil”. Do outro lado da rua, em um mural de 7,3 metros por 13,7 metros, Kobra pintou uma japonesa do século 19, que observa a outra obra, em uma espécie de portal do tempo. “Essa personagem clássica olha para o trabalho e descobre no Brasil um país com grande diversidade musical”, diz Kobra.